Depoimento dos alunos sobre o Intercâmbio Cultural

 
 
 
Larisse

"Semana intensa de muitas trocas, energias positivas, renovação, construção e transformação.

Como disse, Juli Ana, uma das educadoras do Âncora: "trouxemos a nossa alma, para esse lugar"!

Viemos para São Paulo determinados e dispostos a compartilhar algumas vivências do nosso processo de AFROBETIZAÇÃO.

A ideia de intercâmbio, iniciada a partir do nosso encontro no Congresso Internacional de Educação Popular - Mobrec Santa Maria/RS, tomou forma e ganhou força, através do apoio de tantas pessoas! 😍 Agradecemos a todos, de ❤, por nos oportunizarem essa experiência! ✊💖

Em um contexto de absoluto descaso com a educação pública, da luta constante contra o racismo estrutural, institucional e velado nas entranhas da nossa sociedade, de invisibilização das realidades de nossas periferias, é uma honra poder trazer o protagonismo dos nossos alunos para esse lugar fantástico!

Agradeço a nossa escola, que ampliou o alcance do Afroativos, com a nossa inserção no Currículo Complementar - em um ato de resistência - pois, a maioria dos projetos de nossa rede, infelizmente, foram finalizados neste ano. ✊💖

Dormir e acordar, durante uma semana, em uma comunidade de aprendizagem que exerce, cotidianamente seus valores: afetividade, responsabilidade, respeito, honestidade e solidariedade, é no mínimo, inspirador!

Laços foram formados, o início de uma parceria sólida está firmado. Voltaremos para Porto Alegre com pesos maiores em nossas bagagens: conhecimento, vivência, troca, amor, o "Estilo Âncora" de ser, experimentar, rever, contruir e exercer a democracia.

Por vezes, sinto um cansaço e desânimo enormes, por todas as batalhas que um professor precisa travar nesse país, pela educação de seus alunos. É difícil ficar longe do meu filho de 6 anos, sinto saudade da minha casa, dos meus afazeres, mas esses rostinhos das fotos, abaixo, recarregam minhas energias, inspiram minhas ações/ planejamentos e tornam-me uma mulher mais forte. Estou tão orgulhosa de vocês! Obrigada por acreditarem e sonharem junto com a "sora". Agradeço a confiança e cumplicidade das famílias de vocês. Logo menos, estaremos juntos.

Mãe, obrigada por ser mais louca do que eu! 😂😂😂😂

Obrigada por comprar as passagens no SEU cartão de crédito, antes mesmo de saber se conseguiríamos pagar. 🙈

É isso o que somos: AFROATIVOS: agentes transformadores da mudança que desejamos."

 35 anos

 
 
Ginny
Antônia

"Queria agradecer por terem ficado com a gente essa semana, pois acreditem, foi muito importante e necessário para todos...

Quando a Clara comunicou que um grupo de pessoas que tinha um projeto que envolve cabelo Afro e como é difícil os negros conviverem nessa sociedade por conta do racismo, me interessei desde o começo e confesso que estava muito ansiosa para conhecer o trabalho de vocês!

Fico feliz por ver que esse projeto ajudou muitas pessoas, ou melhor, está ajudando e ainda vai muitas pessoas...

Sou grata por terem apresentado esse projeto e por terem mostrado o quanto são especiais para mim e para o mundo, ou melhor, tenho uma frase que gostaria de compartilhar com vocês (Não podemos mudar o mundo, mas podemos mudar uma parte dele). É isso que estão fazendo, pois cada lugar que passam, vcs deixam uma força muito grande e muito conhecimento!

Na segunda feira, quando eu os conheci e participei da palestra para conhecer melhor o projeto, confesso que me emocionei e sinto que foi um dos meus melhores dias... Passei a noite com vcs e me diverti muito;

Na terça teve a contação de história do livro "A cor de Coraline" e gostei muito desse momento... Durante a conversa, surgiu uma proposta para fazermos essa mesma contação para os pequenos!

Na quarta assistimos ao Filme "Felicidade por um fio" e fizemos um debate sobre ele. Sei que o silêncio no espaço atrapalhou a atividade, mas na conversa, surgiram muitas coisas verdadeiras e pensamentos que faz sentido para todos.

Na parte da tarde teve a contação de história para os pequenos e foi incrível, pela primeira vez que que eu contei uma história para tanta gente assim, fiquei um pouco nervosa, mas no final deu tudo certo. Logo em seguida teve um momento para eles pintarem e gostei bastante dessa parte. Também passei a noite com vocês e fizemos muitas coisas produtivas e divertidas.

Na quinta teve a atividade com a boneca Abayomi e foi uma das atividades que eu ajudei e sienti que estava dando conta disso... Foi o último dia que passei a noite com vcs e foi maravilhoso!

E por fim, na sexta, teve roda de conversa para tirar algumas dúvidas e para fazer a avaliação de como foi a vivência de vcs no Âncora!

Dito tudo isso, já posso dizer que fiz parte desse projeto, pois acompanhei vcs de perto desde o começo e me senti muito acolhida pelo grupo...

Já estou com saudades e espero ver vcs de novo em breve!

Não vou perder seus contatos e quero que saibam que vou sempre lembrar desse momento que tive com vocês... Nunca vou esquecer!

Agradeço por tudo❤❤"

aluna do Projeto Âncora e nossa mais nova Afroativa.

Pietro

"Essa semana foi incrível! Poder conhecer gente nova, uma nova forma de ensino muito diferente da que eu estava acostumado, poder levar o projeto para outro estado.

Nunca imaginei que o Afroativos ganharia uma proporção tão grande. Só de pensar que não faz muito tempo que o projeto foi iniciado, e ja alcançamos tanto! E, com certeza, alcançaremos mais!

Enfim, pra mim essa viagem foi transformadora, mudei, sem duvidas. Definitivamente não sou o mesmo, acredito que todos compartilham do mesmo sentimento. Tive essa oportunidade, e senti que não aproveitei ao máximo, mas mesmo assim, essa é uma experiência que ficará pra sempre na minha memória.

Viemos mostrar a todos que eles não têm que sentir vergonha por serem quem são, e sim orgulho. Ensinar, coisas que não ensinam normalmente. A história dos negros não começou com a escravidão. Eles são descendentes de reis e rainhas.

Ao ser questionado sobre a minha motivação em ser um Afroativo, só posso dizer:

Por que isso é importante, você não precisa ser negro para lutar contra o racismo, assim como não precisa ser mulher para lutar contra o machismo."

12 anos

"Pra mim foi uma experiência muito boa, por que eu aprendi várias coisas e eles aprenderam com a gente.

Fiz amizades novas, e esse final de semana está sendo muito difícil, por que eu não sei quando vou vê-los, mas isso tudo, eu vou levar dentro do meu coração.

Gostei muito dos educadores e dos educandos. Foi uma experiência ótima, com cada um, e eles adoraram nosso projeto!

O Afroativos é um projeto que passa uma mensagem para as pessoas se aceitarem, aceitarem o cabelo, através de contação de histórias afro, entre outras atividades...

Teve bastante gente que se emocionou e também se sentiu bem, e a gente fica muito feliz com isso!

Adorei tudo o que aconteceu nessa semana! Vou sentir saudades de todo mundo, mas eu sei que vou reencontrá-los, de novo, e vou passar essa experiência para várias pessoas."

13 anos

 
Emilly
 
Alisson

"Gostei de tudo! Essa semana foi muito legal! Eu aprendi bastante. Adorei cada espaço daqui, principalmente, o circo!

Gostei de todos os educandos, porque eles são bem acolhedores, conversam com a gente... Gostei dos pequenos, também. Eles entendem quando falamos com eles.

Gostei da Nuvem, do Cinedebate...

Fiz muitas amigas e, com certeza, não vou esquecer de nenhuma delas.

Gostei da "sora" Juli Ana, ela é muito legal e, no tempo em que eu fiquei aqui, senti que ela entendeu, por tudo o que passei.

Foi muito legal tocar guitarra, pela primeira vez! O "sor" de música é muito legal!!! Eu não lembro o nome dele, mas nunca vou me esquecer do que ele me ensinou."

 15 anos

"Então!

Correria, correria e mais um pouco de correria para que essa semana pudesse acontecer... Gostei demais do projeto Âncora, gostei das pessoas daqui, do ambiente e do jeito de estudar. Gostei muito de ser escolhido - dentre varios alunos, fui um dos 5 alunos que vieram - então, foi uma experiência muito legal. Aqui no Projeto Âncora, eles fazem assim: tu escolhe um tema, e pesquisa por esse tema. Qualquer tema! Aqui os educadores/professores interagem com os alunos, eu pude ver isso de perto, fiz várias amizades com bastante educandos/alunos, e com vários educadores/professores daqui também.

Pude ver que as pessoas, aqui, acolhem muito bem os visitantes. Os educadores deixam as pesquisas escolhidas pelos alunos por conta própria. Deu pra ver que eles realmente vão atrás de complementar a pesquisa deles. Aqui não tem série, aqui se mede pelo nível de autonomia que vc tem.

Mesmo a sora Larisse não podendo participar muito das atividades de vivência, ela foi a que mais correu por aqui organizando nossas oficinas e apresentações.

De tantos alunos, eu fui um dos 5 escolhidos para viver essa experiência tão maravilhosa, que é poder ensiná-los sobre preconceito, pq deu pra ver que algumas crianças negras, não se identificam como negras. A culpa não é delas, isso é um assunto delicado de lidar, bem difícil de entender do que se trata, e nós pudemos trazer nosso projeto pra cá. Recentemente, entrou uma educadora, negra, feminista, exatamente pra tocar nesse assunto das diversidades, e nós tivemos o prazer de conhecê-la.

Não consegui finalizar minha pesquisa, mas gostei demais do jeito que eles ensinam, e quando eu chegar em casa, vou finalizá-la. Então é isso, muito obrigado a todos que colaboraram pra que esse intercâmbio fosse possível, sem a ajuda de vocês, não conseguiríamos."

 13 anos

 
Manuella

"A semana foi incrível, intensa e transformadora!!! Gostaríamos de dividir com vocês, a nossa experiência, então, cada integrante do Afroativos fez um breve relato sobre a sua semana. O primeiro, é o da Manu. Não percam! 😍💖✊

Passar a semana no projeto Âncora foi uma experiência muito boa, que com certeza eu vou levar pra minha vida.

Estar aqui e representar que a gente consegue, que saímos de uma escola de bairro pobre, pra estar aqui, em São Paulo... Conheci pessoas novas, atividades novas, e outro tipo de estudo, foi muito legal, tirando a parte de acordar todos os dias de manhã hahahaha.

Vir aqui, e apresentar o nosso trabalho, passar a consciência para os outros: que não precisam ter vergonha de serem negros, de terem cabelo AFRO, de terem a pele escura. É muito legal passar pras outras pessoas o orgulho de ser negro, o orgulho de falar da NOSSA NEGRITUDE! Nessa semana aconteceram muitas coisas, muitas emoções, e com certeza vou levar todos no meu coração! Agradeço ao projeto Âncora, e à professora Larisse, por me proporcionar essa experiência incrível! ❤❤"

 13 anos

2018 | Desenvolvido para a disciplina de Design Editorial da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) | Kênia Fialho

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now